Adicionar aos favoritos

Os Muras são um povo místico que valoriza a espiritualidade e tudo o que vem da natureza. Seus valores não estão ligados a bens materiais, mas sim aos sentimentos e bem-estar de todos os habitantes do planeta.

Sua organização territorial é feita na forma de aldeias. Cada uma delas é guiada por um grande líder, que recebe o título de Senhor da Aldeia, e por seus fiéis conselheiros que ocupam os cargos de Chefe da Guerra, Pajé e Amós. Todos eles possuem grandes responsabilidades, incluindo o dever de garantir a subsistência e a estabilidade da aldeia.

Na grande divisão dos povos, evento que transformou a organização do planeta, os Muras consolidaram-se a partir da reunião dos cidadãos que optaram por abdicar da tecnologia. Esta escolha implica em retirar todo seu sustento das reservas naturais do planeta, sem danificá-las de maneira alguma.

Sendo assim, cada aldeão acaba tornando-se um grande responsável pela sobrevivência de sua tribo, pois a caça, a pesca e as atividades agrícolas passaram a ser fundamentais. Os deveres nas tribos são atribuídos a todos, sendo apenas divididos conforme sexo e idade.

Normalmente as mulheres ficam responsáveis pelo alimento, as crianças pelo plantio e colheita, enquanto os homens cuidam do trabalho mais pesado como a caça, a pesca, a coleta de madeira e a guerra.

A grande maioria dos bens é comunitária. Existem algumas exceções de posse individual como armas e/ou instrumentos de trabalho. Não há uma divisão territorial; tudo é visto como parte do planeta e todos tem o direito de transitar livremente.

O lado espiritual e místico do povo também foi se desenvolvendo cada vez mais. Aqueles que conseguem aprimorar sua afinidade com os espíritos e seu domínio sobre as energias místicas do planeta acabam desenvolvendo habilidades mágicas. Eis que surgem as principais qualidades do pajé e dos feiticeiros de cada tribo. Muitas facilidades que antes eram proporcionadas pela tecnologia foram supridas pelo uso de magia. Até mesmo as habitações de Trumai, a capital dos muras, passam por intervenções mágicas; o mesmo ocorre com a iluminação da aldeia.

Assim, os Muras buscam viver uma espécie de utopia natural, simplista, desapegada de valores materiais, na qual a paz reina, as pessoas são iguais e o lado espiritual é valorizado ao máximo.

Você sabia?

Você sabia que os Muras são baseados em um povo indígena real? Clique aqui para saber mais sobre o Povo Mura.

 

Aldeia de Trumai

Aldeia de Trumai

Trumai é a capital dos muras. Esta enorme aldeia é importante para seu povo por muitos motivos. Alguns rituais, só são feitos ali e com a presença de feiticeiros, da pajé e do Senhor da Aldeia.

Famosa também por suas festas, Trumai é sede do maior evento dos muras; a festa milenar de Mura. Este evento é uma grande celebração à vida. Seu nome não tem relação a uma data exata, pois não há uma contagem…

Veja mais Aldeia de Trumai

Cauré

Cauré

Quando criança, Cauré sempre foi fascinado pela magia e pelos rituais. Tinha o porte físico de um guerreiro, mas queria aprender e estudar magia. Até treinava várias técnicas de combate, junto com os outros aldeões, mas não tinha tanto interesse nessa área. Sendo assim, sua vontade foi respeitada e ele tornou-se um feiticeiro.

As mágicas propriamente ditas, a criação de objetos encantados e a infusão de magia…

Veja mais Cauré

Kuarashí

Kuarashí

Kuarashí teve a sua primeira visão muito cedo. Aos 11 anos, sonhou com uma grande chuva. O menino acordou assustado, pois havia tido um pesadelo, então seu pai notou a mudança na cor de seus olhos. O menino foi levado imediatamente até o senhor da aldeia da época, já falecido, para contar como fora sua premonição…

Veja mais Kuarashí

Uerá

Uerá

Este instrumento de cordas possui a forma de um arco. No interior da abertura do arco há 36 cordas dispostas lado a lado, na vertical. Cada uma delas tem tensão e comprimento próprios, o que faz com que produzam sons diferentes, alcançando assim a extensão de 5 oitavas.

Na parte superior do Uerá há mais uma corda. Ela é mais espessa que as demais e é tão longa quanto o próprio instrumento. Sob ela, é colocado um apoio em forma de cunha, que é cuidadosamente esculpido em madeira…

Veja mais Uerá

Luana

Luana

Quando criança, Luana era uma menina calma, que não se destacava das demais. Filha de um casal simples de trabalhadores, ela corria pela aldeia, brincava e estudava com as outras crianças.

Uma das características mais marcantes da menina era sua inteligência. A sagacidade da jovem podia ser notada em todos os momentos do dia; desde suas perguntas em aula até as brincadeiras que inventava…

Veja mais Luana

Jogue e acompanhe os nossos personagens em sua corajosa aventura.
Cada jogo carrega uma história e a cada clique você saberá um pouco mais sobre os costumes e os mistérios escondidos pelo Mundo de Mura.